sábado, abril 22, 2017

Em defesa dos Correios!

Anunciada até na Voz do Brasil, representantes dos funcionários dos Correios já se preparam para deflagrar greve, em defesa da empresa pública, contra o sucateamento e a precarização das condições de trabalho.

De fato os últimos meses foram  marcados por inúmeras entrevistas do atual presidente da empresa, o "experiente" indicado político há menos de um ano de vivência na empresa, que vem insistindo num discurso depreciativo sobre a empresa, que ele mal conhece, mas parece ter um alvo na sua atuação.

Vale reafirmar que os Correios tem uma presença muito significativa nos negócios realizados na internet, a imensa maioria das entregas são feitas pelos Correios, o que contrasta com as afirmações do atual presidente, de que a empresa não se preparou para este momento em que as comunicações são mais imediatas, pela internet...

Diante dessas afirmações e da precarização das condições de trabalho, faltam funcionários e condições de trabalho,  não restou dúvida aos representantes dos trabalhadores.. está em curso a operação desmonte, e enxugamento de funcionários para privatizar a empresa secular.

Lembremos aqui que ao contrário do que avaliam os neo liberais, defensores do estado mínimo, Correios no mundo todo são empresas ESTATAIS, pois prestam RELEVANTES serviços de integração nos países. PRINCIPALMENTE  NO BRASIL.

Alguém acha que uma empresa privada terá interesse em atuar nas regiões mais distantes, como interior de Mato Grosso, Amazonas, Pará, e tantos outros?  Essas empresas privadas da área de entregas rápidas, querem o FILÉ, isso todo mundo quer: São Paulo, Curitiba, Brasília...

E esse governo ilegítimo que comanda hoje o país, contra a vontade da população, e com um programa de contra reformas igualmente recusado em sucessivas eleições, que contraria os interesses da população trabalhadora, não tem legitimidade para impor o desmonte dos Correios.

A marca registrada desse governo tem sido o discurso numa direção e atuação no sentido contrário. Assim afirmam que não pretendem privatizar, mas atuam nessa direção.

Daí a mobilização dos representantes dos trabalhadores dos Correios, em defesa da empresa secular, símbolo da integração do Brasil, e em defesa dos direitos dos trabalhadores, contra a  reforma trabalhista e previdenciária que vêm no sentido de SUBTRAIR DIREITOS HISTÓRICOS da população trabalhadora brasileira. 

No próximo dia 26 reúnem-se em assembleias em todo país, com indicativo de greve à partir de 22 horas. 




domingo, abril 16, 2017

CLT x CLP II

Neste capítulo da luta por manter a CLT Consolidação das leis Trabalhistas contra a tentativa de impor a CLP Consolidação das leis patronais, um aspecto chama a atenção na proposta de reforma trabalhista:

Dentre os absurdos, as empresas poderão por exemplo, contratar funcionários para cobrir somente as horas que necessitam.

Então, essa proposta já visa o uso abusivo do exército de desempregados, para oferecer trabalho somente pelas horas que a empresa necessita.

Então esse exército de desempregados é estratégico, serve para impor essas aberrações.

Então o trabalhador além de não contar com a proteção da CLT, com direitos para proteger sua atividade, terá diante de si ofertas monstruosas como essa, cobrir somente horas que a empresa necessita.

Aqui fica mais uma vez evidenciado, que esta cambada que quer impor a reforma trabalhista, pensa unicamente no capital, o trabalhador e trabalhadora são somente números para compor sua ambição.

Coisa de um congresso ficha suja, e de um governo ficha suja.

Fora temer!

sexta-feira, abril 14, 2017

CLT x CLP pra onde vamos?

Vivemos hoje um momento de consolidação de forças, quem está no poder está tentando espremer quem está sob o poder.

Deve fazer parte da globalização, da banqueirização da economia, e tem itens que podem atrapalhar o sistema de maximização de lucros.

Temos assegurados na Constituição do Brasil, uma legislação que protege o trabalhador, que é a Consolidação das Leis do Trabalho.  

Hoje com a tentativa de impor mudanças, através da terceirização generalizada, das reformas trabalhistas, e da previdência, surgiu a tentativa de impor a Consolidação das Leis Patronais. 

Com amplo apoio da mídia, sempre defendendo interesses dos grandes anunciantes, entre eles os bancos.

É a CLT tentando resistir à imposição da CLP.

O que trabalhadores tem para sobreviver é sua capacidade de trabalhar, amparada por leis que protegem sua atividade, que lhe dá condições de sobreviver e PROSPERAR.

As leis que tentam agora impor, através deste congresso golpista e repleto de fichas sujas, juntamente com esse governo corrupto e igualmente repleto de fichas sujas, são formas de tornar o trabalho submisso ao exclusivo interesse do mau patrão.

Desprover o trabalhador das leis que protegem sua atividade, é deixá-lo à mercê de sua necessidade, sem chances de reclamar nada.

Juntamente com essas reformas, tentam também liquidar com os sindicatos, representantes dos trabalhadores.  

Sob argumento de burocracia, peleguismo, etc..
Ainda que alguma coisa assim exista, cabe ao trabalhador e trabalhadora questionar e melhorar. 

O patronato, notadamente o banqueiro só caminha no sentido de retirar todos os obstáculos que o incomodam.

E vamos prestar atenção, os banqueiros devem odiar os sindicatos de bancários, por exemplo, pois conseguem enfrentar com longos dias de greve, a mão de ferro da ganância para alcançar melhores condições de trabalho.

A CLT é única e presente na Constituição brasileira. Cabe agora aos brasileiros e brasileiras de todo país, lutar para garantir sua integridade contra o exército da ganância e seus fichas sujas do poder.

Fora temer!!!

domingo, abril 09, 2017

Governo mercenário, põe país em liquidação!

Quando você brasileiro, vê o exemplo de um país em que seu governo se organiza para crescer, respeita sua população, ah como deve suspirar, pensando... se no Brasil tivéssemos um governo assim..

Eu penso isso, quando comparo atitudes de governos como do Canadá, Austrália, Suécia, Nova Zelândia, e tantos outros que colocam sua população em primeiro lugar.

Não se interessam em patrocinar olimpíadas, mostrar ao mundo aquilo que não faz à sua população. 

Aqui no Brasil, temos um governo que reúne as principais estrelas do mundo mercenário, para destruir nosso país, demitindo, estudando formas de demissões em massa onde administra, promovendo recessão e cortes sempre sobre a população.

Nesse contexto sai alardeando que empresas sob seu controle, como os Correios, que em seus mais de 350 anos prestaram e prestam relevantes serviços ao país, precisam de "ajustes" e tome medidas para apertar o cerco contra o trabalhador que carrega a empresa nas costas.

Antes de mais nada, o Correio brasileiro ganhou muito espaço, mercado, com o avanço da internet ao contrário do que espalha por aí, seu presidente,"muito experiente" há menos de um ano no cargo, e que pode se licenciar já no próximo ano para concorrer a um cargo no legislativo.

A empresa vai mal na contabilidade, que precisa ser mais esclarecida, vai mal nas sucessivas gestões com indicações políticas.

Mas neste momento as ações do governo sobre esta empresa parecem ser as de explodir e implodir, para que possa ser vendida, ao capital internacional.

Cortar as férias dos funcionários, é um engodo, dissimulado. Pois não se trata de economizar, mas de acumular dívida para o próximo ano. Coincidentemente o ano em que o ilustre presidente poderá se licenciar para concorrer às eleições...

O país não pode ser sucateado e vendido assim. Aqui é Brasil, nossas gerações antepassadas criaram importantes instituições, como os Correios, e tiveram capacidade de fazê-las crescer e se tornar exemplo para o mundo.

Um governo mercenário, ilegítimo que pensa em aplicar um programa rejeitado nas urnas sucessivas vezes, não tem o direito de destruir nossas conquistas, nossas instituições, muito menos de diminuir a importância dos Correios.

Devemos destituir, leiloar, este governo, antes que destrua o país, e nos torne uma espécie de Paraguai, comercializando aquilo que invade nossas fronteiras.


sábado, abril 08, 2017

É só assim que a mídia dá espaço!

De que adianta ser filósofo desse jeito?
Faço essa pergunta a dois "ilustres" comentaristas da tv cultura: Mario Sergio Cortella e Luís Felipe Pondè.
Ontem à noite, dia 07 de abril ambos ao comentarem o novo corte do governo brasileiro, agora sobre o abono salarial, aquele em que uma vez por ano, o trabalhador que ganha menos que dois salários mínimos, tem direito ao abono do pis pasep, recebendo um salário mínimo.
Contorcendo ideologicamente pra não criticar o sistema de governo e concentração de renda, justificaram aos risos, que a corda sempre arrebenta pro lado do mais fraco.
Assim devemos entender segundo os filósofos, que alguém tem de pagar a conta desse ajuste, e como a corda arrebenta sempre do lado do mais fraco...
Deve ser por esta razão que ambos estão aí na bancada da tv como comentaristas: não fazem nenhum arranhão nos interesses dos políticos dominantes.
Então de que adianta, pra que serve vossos conhecimentos? só pra vocês mesmos?
Se o Brasil está assim, é por falta de esclarecimento da população: A reforma de que o país precisa, tem de começar por onde se gasta exageradamente: Pagamos os políticos mais caros do mundo, com super salários, e hiper benefícios, que nos devolvem traição sobre traição. Se aposentam com oito anos de mandato, ainda acumulam aposentadorias...
Torram dinheiro desta e de outras gerações, desviam dinheiro da arrecadação da Previdência e depois saem alardeando com ajuda da mídia, e de filósofos como vocês, que é necessário cortar gastos. Deixemos o Bradesco devendo bilhões À Previdência, pois assim continuará tendo recursos pra comprar outros bancos...
Conhecimento que não serve pra esclarecer para instruir, não serve pra nada.

domingo, abril 02, 2017

Entreguismo e o desemprego..

Os entreguistas no poder, que predominam desde o golpe consumado há um ano, se notabilizam por propagandear uma coisa, e fazer na prática outra bem diferente.

Dizem estar preparando a economia, e promovendo o crescimento, mentem junto com a mídia, a dona globo exibe diversas reportagens com números que mostram crescimento do emprego no país.

Mas aí vem as reportagens sobre dificuldades financeiras dos Correios, onde os representantes, aliados do governo golpista dizem que será necessário fazer "ajustes".

Este discurso se traduz por fazer reduções.  Isto por um lado facilita o avanço das empresas concorrentes, notadamente as multinacionais dhl, fedex. Além de promover um desmonte na atual estrutura dos Correios.

Seu presidente, há menos de um ano no cargo, sem qualquer experiência no ramo, que o qualificasse a ocupar este posto, se esforça em propagar que a internet tem tirado faturamento da empresa.

Ao contrário do que diz o "experiente" presidente, a internet tem trazido um importante filão do mercado de postagens. Pois se as pessoas compram e vendem na internet, precisam de uma empresa que realize as entregas. Os Correios fazem isso bem, exceto nas localidades onde os assaltos, são constantes.

Mas na maioria dos locais as entregas são eficientes. E não é isto o que se pretende mostrar hoje.

Faz também em suas entrevistas a única pergunta que aprendeu para tentar iludir: há quanto tempo os srs. não postam uma carta?

Mas isto é quebrado, diante do fato de que inúmeras empresas postam milhares de cartas, em forma de mala direta, um serviço dos correios que tem se mostrado muito atraente, pois se tornou uma forma de se apresentar seus produtos, muito eficiente.

Eu já presenciei postagens de uma única empresa com mais de DEZ MIL FOLHETOS, ENDEREÇADOS E COM CHANCELA, substituindo selos.

Mas a  direção da empresa em consonância com o governo golpista trabalha ativamente no desmonte dos Correios, com o propósito de vender sua melhor fatia, o Sedex, e já há compradores, com a boca aberta pronta pra abocanhar.

Ao mesmo tempo que o governo diz que pretende criar empregos, está preparando estudos, para realizar um grande programa de demissões nos Correios.

Então ao invés de gerar empregos, este governo golpista e que não tem NENHUM COMPROMISSO COM O QUE DIZ, pretende isto sim, executar um largo programa de demissões, em consonância com outras duas reformas:
a trabalhista e da previdência.

Então este governo, em si é uma mentira só, chegou ao poder na base da mentira, e desenvolve um programa mentiroso, em parceria com uma mídia do mesmo nível de interesse.

E não tem nenhum compromisso com a população trabalhadora, quer facilitar o investimento que alcance rentabilidade fácil e rápida. Assim o trabalho vendido a preço de banana e sem garantias, não será empecilho.

A população brasileira precisa se conscientizar rapidamente sobre as intenções deste governo.

Por isso vem aí o mês das manifestações. 


Projeto entreguista, e suas vítimas..

Desde que este governo assumiu, recompondo forças políticas um novo programa de governo se desenhou.

O partido do vice golpista associou-se ao psd, que pulou do governo do PT direto para o "novo" programa,  o psdb, e passou a ser coordenado pelo entreguismo tucano. 

Então tudo que se ouve nas entrevistas do ministro da fazenda, em resumo, levam a seguinte mensagem: O país está mais atraente para os investimentos estrangeiros.

Então o que há de melhor, mais lucrativo, este governo planeja entregar para o "investimento estrangeiro".  

Assim como a vale, era a cereja do bolo dos entreguistas, mas depois DO MAIOR DESASTRE AMBIENTAL DO PLANETA, ONDE FICOU COMPROVADO O DESCASO DA MULTINACIONAL, COM OS CUIDADOS, E PROTEÇÃO PARA CONTER O DERRAME DE REJEITOS DE MINÉRIO... ficou difícil dizer que entregar aos cuidados do investidor internacional, é o melhor a se fazer.

Então a mídia, calou-se, e nem toca mais no assunto.

Agora alardeiam que a Previdência está quebrada, assim os maiores devedores, incluindo bancos, e grandes empresas, não precisarão pagar suas dívidas...

Ainda de quebra os bancos ganham um novo filão para vender aos brasileiros, uma previdência privada.

Nesta semana a dona globo investiu forte em reportagens sobre os problemas dos Correios.

Tentou passar a impressão de que a empresa, não faz nada direito.  

O que também não é verdadeiro.  

Na real a ECT, detém uma importante fatia do mercado de postagens no Brasil, e as multinacionais que já investem neste setor, dhl, fedex, precisam entrar nesta empresa brasileira, para conseguir parcela mais significativa do mercado.

Assim o projeto entreguista deste governo, vai mostrando suas garras.

A globo, que tem em sua lista de anunciantes, os principais bancos, dá uma forcinha no setor da Previdência, ajudando a difundir a mentira sobre a quebra no setor.

Esta emissora, também está na fórmula 1, onde a dhl está presente em todas as pistas do mundo, sem contar a fedex, aquela do filme náufragos, que a globo já exibiu 520 vezes.

Temos aí um pequeno resumo, do que este governo prepara. E neste programa não está incluído o povo brasileiro.

Isto não faz a menor diferença para estes crápulas que estão hoje no poder.

Para eles população trabalhadora, é só número, que precisa acompanhar seus interesses. E que se acumulem país a fora do jeito que puderem.

Aguardem golpistas, vem aí o mês das manifestações contra seu projeto de reformas, escravagistas!!!


sábado, março 25, 2017

Resumo brasileiro!

O resumo da vida política no  Brasil é assim;

Estado em dificuldades, precisando sempre arranjar mais um meio de cobrar impostos.

Estatais, antes lucrativas, hoje em dificuldades.

Políticos ricos, milionários, menos de dez por cento enrascados com a lei.

Partidos dominantes, milionários.

banqueiros rindo à toa.   

As maiores empresas, maiores bancos, super devedores na Previdência. Praticamente apropriação indébita.

População trabalhadora, correndo riscos de serem lançadas à escravidão, para que assim as contratações possam ser barateadas.

Quem pretende mudar este resumo, tem que interferir somando-se a milhares de pensamentos, e vozes contra a hiper exploração.

Como deve ser a reforma Previdenciária;

o leitor do Globo -Marco Aurélio Souza - escreveu: " Pelo fim das aposentadorias e pensões de políticos. Político não é profissão. Não necessita de formação, nem presta concurso público. O político é escolhido para prestação de serviço temporário, portanto, não tem direito à aposentadoria ou a deixar pensões. O político legislou em causa própria e isto é ilegal.Que sejam anuladas todas as aposentadorias e pensões políticas! Está, sim, é a verdadeira reforma previdenciária." Acho que isso define o desejo de todos nós, brasileiros. Vamos repassar?

Ironia do destino, espaço do leitor, num cantinho do jornal, dos chefões da mídia parceira da nobreza exploradora!!

Como a mídia desinforma !

Em diversos aspectos, a mídia é uma espécie de centro nervoso de negócios e interesses.

No caso da Previdência e o suposto rombo, atua firmemente pra demonstrar a mentira escancarada, com a finalidade de abrir espaço para entrada dos bancos neste setor.

Se apenas um dos maiores devedores da Previdência, o maior deles pagasse metade do que deve, a Previdência entraria já num superavit de algumas centenas de BILHÕES DE REAIS.

O fato é que não pagam, a mídia é parceira dessas empresas, seus anunciantes, e o governo como caixa de jogo só recolhe a arrecadação mais fácil.

Ficou difícil, joga na conta de quem é mais fácil cobrar.

Tem outros setores que sofrem nos comentários direcionados da mídia. 

Um deles agora, é o setor de postagens expressas.  Setor amplamente dominado pelos Correios, e que a mídia parece estar decidida a ver as multinacionais dhl, fedex meterem a mão no setor.

Este setor, pra esclarecer, NÃO É MONOPÓLIO.

Qualquer empresa que atue com entrega de encomendas expressas sabe disso. Existem muitas concorrentes dos Correios.

Mas duas delas se destacam pelo aporte financeiro investido no Brasil, mas que não tem alcançado a fatia desejada no mercado de postagens.

A presença dos Correios é muito ampla. Só os Correios estão presentes em todos os municípios, e chegam EM TODAS localidades, sofrendo com assaltos.  Há locais em que é necessários chegar com a encomenda num centro de distribuição mais próximo, para maior segurança.

Ocorre que a falta de contratação de funcionários, tem feito com que inclusive este tipo de entrega seja mal feita, há demora.

Mas nos grandes centros, onde atuam a concorrência, os Correios mantém sua excelência nos serviços postais.

Monopólio, existe apenas nas cartas comerciais e de pessoas físicas. Setor que ainda movimenta muito, ao contrário do que propaga por aí, um alto funcionário que não tem nem um ano de empresa.

As empresas preferem enviar cartas, a seus clientes para divulgar seus serviços, de que enviar inúteis spams.

Aí a mídia, com aqueles "experts" boçais, que não conhecem nada do assunto, alardeia que o monopólio, é o responsável pela má prestação do serviço.

Nem existe algum concorrente interessado em entregar cartas... 

Mas existe multinacionais com capital graúdo, comprando o que puder, para entrar neste LUCRATIVO setor.

E os Correios padecem ainda, da interferência política na sua direção, e da parceria da mídia com um governo entreguista e corrupto.

Não existiria tanta má gestão pública, não fosse a sustentação da mídia.


quinta-feira, março 23, 2017

Mídia golpista, parceira do governo anti popular!

Das principais razões que fazem este governo anti popular se manter no poder, é a sua parceria com a mídia.

dona globo na frente, que trata docilmente dos inúmeros casos de denúncias de corrupção afetando diretamente o governo, seis ministros, além de políticos muito próximos.

Diante dos inúmeros casos, a imprensa acha um jeito de se lembrar de casos de dois anos passados, de encobrir com a mais recente denúncia sobre carne estragada.

Mas esta parceria podre é o que marca a subsistência na corda bamba deste governo, anti popular, destruidor das conquistas trabalhistas.

Como dizia o ex governador, Leonel Brizola, o povo às vezes não pode conter esses políticos odiosos, entreguistas, corruptos, mas pode ao menos, praguejá-los.



Correio: estatal mais antiga, e agora mal administrada!

Brasileiros que sempre reconheceram nos Correios uma grande instituição, super confiável, e que sempre prestou bons serviços, transmitiu confiança e simpatia, hoje sofrem com problemas de administração nesta empresa.

A tal interferência política que de uns tempos pra cá, vem de forma brutal e grotesca destruindo tudo pelo país, também vem se refletindo na Ect.

Este governo que se notabiliza em dizer uma coisa e fazer outra no sentido oposto, um dia disse que não haveria mais interferência política nas estatais.

Mas foi só conversa jogada fora, não valeu para os Correios, pra prejuízo dessa grandiosa instituição.

Temos hoje um ministro das comunicações, ex prefeito de São Paulo, que nos deixou nas terras paulistanas, um legado horrível, daquela tal de controlar, uma empresa que controlava a emissão de poluentes em veículos, mas que só serviu de fonte de arrecadação.

Quando o sucessor o ex prefeito Hadad, assumiu, poucos meses depois desfez aquela empresa. E até hoje, não fez a menor falta.

Esse ministro, também indicado pela procuradoria geral da República para ser investigado, comanda o presidente dos Correios.

Diz que pretende reerguer a empresa, mas não é esta a direção que se observa.  

Com enorme déficit de funcionários, a empresa pensa em lançar novo program de demissão voluntária.

Diante de enorme demanda de seus sempre prestigiados serviços, a defasagem de funcionários, e agora para surpresa geral, a suspensão da programação de férias de todos neste ano. Direito que só será autorizado quando do vencimento da segunda, quase dois anos.

Medida que por certo vai estressar e já causa revolta nos funcionários.  Que note-se sempre se esforçaram em prestar bons serviços, são reconhecidos pela população.

Mas não são responsáveis pela má gestão desenvolvida nos últimos anos.

Pra compensar ainda, vem a atitude esnobe de um presidente sem experiência na empresa, não tem nem um ano de trabalho, que autoriza a viagem com tudo pago para europa, de seis vice presidentes. Por um período de dez dias, pouco antes de anunciar que seus funcionários não poderiam tirar suas férias.

De maneira geral, combina com este governo anti popular, anti trabalhador, e que vem destruindo todas as conquistas trabalhistas.

Os brasileiros merecem uma administração mais profissional, e sem interferência política, para esta empresa símbolo do Brasil, a estatal mais antiga e com maior número de funcionários.

E é o de sempre, quando se aproxima a época de eleições, aí surgem projetos grandiosos, para supostamente melhorar a atividade da estatal.

temer, vai passar pra história como o maior escravocrata do país, ele seus ministros, incluindo kassab. 

Será lembrado também, pela instituição secreta, a maçonaria, que vai deixando sua marca, uma péssima marca, revoltante.




domingo, março 19, 2017

Reformas do capital financeiro!

Capital é capital, tudo é dinheiro certo?
Não é bem assim, existe o recurso financeiro, movido para envolver a população no processo de desenvolvimento.

Existe também o recurso financeiro movido por uma elite do minúsculo, mas poderoso, setor financeiro global.

Esse setor que na real é o que comanda hoje o processo da globalização, pretende dominar o mundo todo, promovendo pelo seu método, a maior concentração de renda que o mundo já conheceu.

Se tudo o que estão planejando vier a se concretizar, podemos viver um período de escravização modernosa, do século 21.

Para que isso possa ocorrer, este setor que já domina países chave, quer empreender reformas importantes aqui no Brasil, para exercer completo domínio, e conseguir super expandir seu poder financeiro.

Essas reformas, visam baratear a contratação de trabalhadores.  Retirando direitos constitucionais previstos na CLT, e também reduzir e até suprimir representações sindicais, que poderiam atrapalhar essa relação escravocrata, pretendida.

Acabar com a aposentadoria, não significa melhorar as finanças do estado, a Previdência Social no Brasil é SUPERAVITÁRIA, como já vem comprovando com todos os dados por exemplo, a Associação Nacional dos Auditores Fiscais.

O que pretendem na realidade, é lançar mais um produto SUPER LUCRATIVO, dos bancos, a previdência privada.  

Então todas essas reformas alardeadas hoje,  a trabalhista, previdenciária, são instrumentos para permitir a invasão mais completa do mercado financeiro.  E com o estado mínimo, somente a elite terá acesso aos benefícios do desenvolvimento econômico do Brasil.

A população fica de fora. E sem representações sindicais, com a boca fechada.

sábado, março 18, 2017

Legitimidade

Essa palavra ecoada em Brasília deve arrepiar os gabinetes do governo, causar aversão como no vampiro diante do crucifixo.

Houve um processo midiático que os brasileiros acompanharam, porque era publicado como novela, nos mínimos detalhes, na pressão do capital, super interessado no processo.

Processo duvidoso, escandalosamente tendencioso.

Agora, ao vice que veio a ocupar o cargo de presidente, cabe seguir o programa da chapa em que foi eleito.

Hoje o que se vê, é o resultado adverso do golpe.  Fosse apenas um impeachment, o atual condutor do governo teria que seguir o programa eleito.

Como no Brasil da falta de cultura, da falta de educação e acompanhamento político de boa parte da população, tudo vale, acaba valendo até o estelionato político.

O que é isso?

É o candidato a vice numa chapa concorrente à presidência da república, vir a ocupar o cargo de presidente através de um golpe, e adotar o programa político econômico oposto ao programa eleito.

Aí além de significar um estelionato político, pois trata-se de enganar os eleitores, enganar todos os brasileiros, falta principalmente legitimidade.

O que só pode ter aquele grupo que se submete à análise do eleitorado, que apresenta seu programa, evidenciando os principais pontos.

O que assistimos hoje no país, é o desenrolar de um programa que não foi escolhido nas urnas, apoiado de cima pra baixo, por grupos financeiros e por uma mídia golpista.

A total falta de legitimidade.

Que por si só vai anular qualquer decisão importante que venha alterar o teor da Constituição.

quarta-feira, março 15, 2017

Como se comporta o pig diante de manifestações que não apoiam...

No Brasil, o pig (partido da imprensa golpista) age como se fosse uma espécie de grupo de interesses, quase um partido.

Por exemplo havia um consenso entre eles que a ex presidenta Dilma, teria que ser deposta do cargo.  

Nessa ocasião agiam, convocando a população para engrossar as manifestações.  A dona globo por exemplo dava entradas na sua programação, para mostrar que as pessoas começavam a chegar ao local, duas horas antes.

Sem contar que a semana toda, anunciavam que aconteceria manifestação.

Agora que o governo, corrupto, golpista afundado em denúncias da lava jato, citado em inúmeras delações, está aí, e está servindo aos interesses do capital financeiro, aí muda de figura.

O pig simplesmente não divulga nada a semana toda, mesmo sabendo que há movimentações para realizar um dia NACIONAL DE PROTESTOS.

Parte do público, que não foi alcançado pela informação, fica desorientado, nas filas tentando entender como conseguir uma condução para ir ao trabalho.

Aí o pig movimenta todas equipes, para registrar os transtornos causados a essa parcela, que foi desinformada ao procurar transporte nas ruas.

CARA DE PAU, DESFAÇATEZ, DISSIMULAÇÃO, Pois essas pessoas não sabiam devido a essas emissoras de rádio, de tv, não terem informado.

Essas empresas de comunicação, que não cumprem seu papel de informar, não transmitiram ao público o que estava prestes a ocorrer, e são estes veículos, que não cumprem seu papel, OS PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS POR ESTA PARCELA DA POPULAÇÃO ENFRENTAR OS TRANSTORNOS DA PARALISAÇÃO NACIONAL CONTRA AS REFORMAS DA PREVIDÊNCIA E TRABALHISTA.

DEVERIAM PERDER SUA CONCESSÃO, pois não cumprem seu papel de informar o público.

Ainda aparece aquele jornalista velhaco, careca, careca mesmo de saber dos detalhes dessa reforma previdenciária mandraque, dizendo que "o presidente temer declarou que nenhum trabalhador vai perder direitos nessa reforma"... vai ser sínico assim no inferno...

O pig em fim é só isso mesmo, pig.

segunda-feira, março 13, 2017

Quem causa rombo em estatal?

Os brasileiros assistiram inicialmente com espanto, e em seguida com decepção a descoberta de tantas falcatruas e corrupção na maior empresa brasileira, o orgulho dos brasileiros, a Petrobras.

Percebemos que os esquemas, são sempre amparados, orientados por políticos, por partidos, por grupos, dentro e fora da estatal.

Recentemente os brasileiros também souberam que os Correios, a estatal mais antiga do país, anda passando por dificuldades, fechando no vermelho.

Há dois anos, a notícia de que a caixa de assistência o Postalis, dos funcionários dos Correios havia acumulado um prejuízo de cerca de CINCO BILHÕES DE REAIS.

E agora a empresa também andou fechando o ano no vermelho. 

Quem proporciona esses rombos?

Os brasileiros não tem dúvida que a influência política é o que causa rombos em TODA PARTE e enquanto numa estatal como os Correios por exemplo, perpetuarem as indicações políticas, tudo caminha pra continuar no mesmo ritmo.

Porque onde político pisa, não nasce mais grama.

Por onde passam os políticos brasileiros, só há rastro de destruição e rombos milionários, e até bilionários.

Quem também proporcionou rombos nos Correios? alguém tem dúvida?

Só pra ficar num exemplo: nos últimos anos, nos mais recentes, foi a única grande empresa que "resolveu" gastar uma fortuna pra trocar sua logomarca. 

E agora diante de mais rombos, a empresa pretende cobrar dos funcionários mensalidades no plano de saúde.

Para que fique bem registrado, o maior poder de "canetar", de assinar contratos, compras milionárias, provém de indicações políticas.

O problema que vai aparecer pela frente, é que a representação dos funcionários dos Correios, os mais diversos sindicatos espalhados pelo país, não aceitam negociar essa cobrança.

Por uma razão muito simples: NÃO SÃO OS FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA QUE EXERCEM A MÁ GESTÃO FINANCEIRA, NÃO SÃO OS FUNCIONÁRIOS QUE PROMOVEM ROMBOS NOS CORREIOS. 

Por ESTA razão é que no próximo dia 15 estarão reunidos a outras categorias de trabalhadores para protestar, contra o governo, e seus planos de acabar com a previdência social.

Em São Paulo, o Sintect SP, que representa os ecetistas, está convocando assembléia geral da categoria para este dia 14, propondo paralização no dia 15.

Os funcionários da Ect, vão protestar contra a má gestão na empresa e a tentativa de cobrar pelo plano de saúde.

Vão unir seu protesto aos milhares de trabalhadores que não aceitam também a retirada  de seus direitos, a destruição da Previdência.  

Pra variar, tentativa promovida pelos piores políticos que poderiam estar em Brasília.


domingo, março 12, 2017

Capital x Ser humano e as reformas previdenciária e trabalhista!

O princípio do capitalismo deve ser o capital, agora que sistema é este onde a imensa maioria das pessoas não tem o tal capital?

Existem países onde esse sistema coexiste com uma vida digna das pessoas que lá habitam, posso citar alguns: Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Suécia, Suíça, Finlândia, Holanda, Dinamarca, Islândia, e deve ter muitos outros, que mereciam uma reportagem exclusiva pra cada um.

São exemplos de países onde o desenvolvimento econômico é acompanhado de desenvolvimento social, onde a população é servida com uma porção MAIS JUSTA daquilo que o país alcança.

E este não é o caso do Brasil.

Aqui, existe cúpulas, castas ocultas em organizações secretas, e em cargos e mais cargos de comando onde se obtém vantagens pessoais.

Aqui neste  país, onde se cobra o maior volume de dinheiro em impostos, é o lugar onde a CONCENTRAÇÃO DE RENDA é a mais gritante do planeta, equiparando-se aos países mais atrasados da África. Só os reis tem grana.

No Brasil, político se aposenta com OITO anos de mandato, se for senador, com muito menos.

E é com estas características que hoje apresentam, não uma fórmula para desconcentrar a renda e trazer melhorias para população, MAS PROPOSTAS DE REFORMAS TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA, ONDE SE PRETENDE RETIRAR DIREITOS DA POPULAÇÃO TRABALHADORA.

Nesta condição que o Brasil se encontra, as reformas vão levar trabalhadores a NUNCA se aposentar, a perder direitos trabalhistas, conquistados no século vinte. 

Então no século XXI estamos próximos de assistir a população brasileira ser escravizada pela, cúpula sem escrúpulos de políticos vendidos para o capital, para os banqueiros, multinacionais que pretendem encontrar aqui, um lugar para GANHAR MUITO MUITO DINHEIRO, FÁCIL.  

Baseados na articulação de políticos entreguistas, numa mídia golpista. 

Os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros tem hoje TODOS OS MOTIVOS DO MUNDO, para ir às ruas e  protestar contra esse governo, contra esse presidente, aposentado aos 55 anos, com mais de 30 mil de salário, e que pretende limitar ainda mais e até impossibilitar a aposentadoria da população.

No próximo dia 15, brasileiros e brasileiras tomem as ruas, vamos exigir um país para acolher os seres humanos que aqui vivem, e não somente o capital que aqui especula. 


quarta-feira, março 08, 2017

Trabalho como forma de melhorar a vida!

Nos dias de hoje em que tanto se fala em mercado, e suas exigências, sempre bom lembrar uma reflexão: 

"O trabalho não é uma mercadoria, um valor regido pelas leis econômicas. É um ato humano e social que tem consequências morais para o indivíduo, a família e a sociedade.! Padre Leão João Dehon (1843 - 1925) .
Verdade que nem a "banqueirização globalizante" poderá apagar..

Havia publicado esse trecho no facebook há exatos três anos, e se trata de uma verdade que atravessa gerações.

A humanidade precisa ter consciência disto, temos que mudar o paradigma da vida, todo desenvolvimento humano tem que estar voltado ao benefício da HUMANIDADE E NÃO DE BANQUEIROS, INVESTIDORES E DO MINÚSCULO UNIVERSO FINANCEIRO.

O mundo em que vivemos tem que ser um lugar acolhedor, e não uma terra inóspita repleta de sofrimentos e armadilhas.

Por isso mesmo hoje, temos que impedir essas reformas na Previdência que visam unicamente, destruir conquistas e direitos do trabalhador, para manter intacto o pagamento de juros, a uma cúpula financeira.

Precisamos abrir as contas da Previdência para que todos possam saber, o que o governo vem desviando dos legítimos recursos para suas orgias financeiras.

No próximo dia 15 trabalhadores brasileiros dirão ao governo que este tipo de reforma, que só visa retirar direitos e piorar as condições de vida da população trabalhadora, não vai passar.

Nenhum direito a menos!!! 

Queremos conquistas, melhorar o padrão de vida da população trabalhadora!!

sábado, fevereiro 25, 2017

A arte de falar uma coisa e fazer outra...

Esse lema parece um roteiro, que vem sendo seguido à risca, em todos os níveis do atual governo, golpista.

Dizem estar melhorando as condições para o país crescer, ao passo que estão remetendo à situação de extrema miséria, cerca de TRÊS MILHÕES DE BRASILEIROS.

Nos Correios, empresa estatal secular, dizem também que pretendem reerguer a empresa.

O atual presidente com os seus longos OITO MESES DE EXPERIÊNCIA, na empresa tem repetido em suas entrevistas a célebre pergunta:  Há quanto tempo você não envia uma carta?

Com isso deve esperar que todos se perguntem o que os Correios estão fazendo hoje em dia...

Já vazou que o governo estuda uma licitação para venda do Sedex, tipo de encomenda expressa, dominante no mercado brasileiro, que é o carro chefe do faturamento dos Correios.

Quanto as cartas, se é notório que as pessoas enviam poucas cartas, por outro lado AS EMPRESAS ENVIAM MILHARES de cartas.

As caixas de e-mails estão abarrotadas de spams que ninguém lê.  As cartas enviadas pelos Correios sempre conferem melhor resultado.

Mas o que faz a direção dos Correios? 

Não renova o contrato com as máquinas de franquias, aquelas que podem imprimir selo por carimbo, controlado eletronicamente , e passar milhares de cartas rapidamente.

Mas isso nas agências de Correios próprias, em São Paulo, onde há grande procura por este serviço. E também onde há disputa de empresários, amiguinhos da nobreza, para abrir suas próprias agências.

Também há falta de selos. Então a pergunta, do "experiente" e nobre presidente, tenta justificar a tentativa de retirar importante fonte de arrecadação das agências próprias dos Correios.

Aliás o Brasil hoje nunca esteve tão mal administrado. Por grupos que convergiram ao centro do poder, com  propósito de vender o que puder, ou melhor entregar o que puder do patrimônio público.

E é o de sempre, a pergunta que não quer calar:
Até hoje alguma venda de estatal, trouxe alguma vantagem para o estado?

Venderam a Eletropaulo em São Paulo, e ninguém sabe se entrou algum dinheiro, mas o bndes entrou para financiar a compra...

Venderam a Vale,  a cereja do bolo do entreguismo, e o que isso trouxe de melhora financeira para o Brasil?

Ah nesse caso, trouxe além de financiamento do bndes para os compradores, o maior desastre ambiental do planeta. Que por conseguinte devido a devastação promovida pelo transbordo de rejeitos de minério, vem contribuindo para proliferação da febre amarela.

Voltando aos Correios, uma empresa estatal construída ao longo de mais de 350 anos, seu gigantismo é tanto que praticamente não há capital no Brasil, em grupo empresarial, capaz de adquirir essa empresa.

Então o governo com seu trio, temer, kassab, guilherme, vem preparando o desmonte em parcelas, para vender em pedaços quem sabe..

Até por que é sempre mais fácil vender e faturar logo, do que reerguer e administrar como se deveria uma empresa da grandeza dos Correios...

Mais do que nunca, é hora dos brasileiros acordarem. 

Antes que o pesadelo da destruição de nosso país se concretize. 

quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Governo golpista e suas novas estratégias..

Com mais de doze anos de governo popular, tão criticado pela mídia, por paneleiros país a fora, o Brasil conseguiu feitos históricos:

- Quitou sua dívida com o fmi, e tornou-se credor da instituição internacional, representante dos países mais ricos.

- Alcançou reservas cambiais, da ordem de 377 bilhões de dólares!!!

- Juntou-se a países em nível de desenvolvimento semelhantes ao Brasil, criando uma nova força econômica, e um banco de desenvolvimento, junto aos Brics, Capital de início de 100 bilhões de dólares. Envolvendo China, Índia, Russia, África do Sul e Brasil.

- Elevou mais de trinta milhões de brasileiros à classe média.

Agora vejamos as estratégias deste governo golpista: 

- Devolver o mais rápido brasileiros de volta à extrema miséria.

- Usar as reservas cambiais do Brasil, para controlar o dólar. No português mais popular, entregar essas reservas aos banqueiros especuladores.

- Esquecer os Brics, e voltar a ser o capacho dos norte americanos, ganhando com isso privilégios, concedidos somente a entreguistas, de nível 1, tipo temer,  serra, aécio, e cia.

- Favelização incondicional, projeto que esteve muito lento e pode acelerar agora.

- Tentativa de tirar os sindicatos da frente do trabalho, assim patrões e trabalhadores negociariam diretamente. Imaginem a "força" que os trabalhadores teriam para conquistar seus direitos...

- Por fim o esmagamento do trabalhador, ao lançá-lo à condição de trabalhar durante toda sua existência, com a tentativa de reformar a Previdência.

Ilustres nomes, a serem linxados pela memória dos brasileiros, michel  temer, romero jucá, serra, aecio never, e cia. Nem precisa mencionar, pois os nomes deles vão aparecendo junto com essas propostas para esmagar o trabalhador na economia brasileira.

Assim o país pode se tornar, caso alcancem êxito, um lugar inóspito à vida.

E que jamais alcancem esses planos!!!

Governo golpista devolve brasileiros à miséria!

Os mais de doze anos de governo popular de Lula e Dilma, tão criticados pela mídia, trouxeram mais de 30 milhões de brasileiros à condição de classe média.

Mas o atual governo golpista em tão pouco tempo, menos de um ano, já tratou de devolver cerca de dez por cento, desses brasileiros à linha da extrema míséria. 

Pelos dados do banco mundial até o fim deste ano cerca de três milhões de brasileiros estarão de volta, à condição abaixo da linha da pobreza.

Mas este governo não está ainda satisfeito com esses primeiros dados: já prepara novos ataques a quem trabalha, com a tentativa de mudar a constituição, para alterar a previdência, para que trabalhadores só aposentem quando estiverem bem próximos do caixão.

Também prepara outras frentes, como a tal "flexibilização" das leis trabalhistas. Tipo retirada de direitos, tais como 13º salário, férias, fgts, quem sabe mais o que pensam em retirar.

Assim contratar um trabalhador ficaria "mais barato", uma espécie de black friday do trabalho.

Até poderiam acrescentar algo mais audacioso: Por que não revogam de vez a lei áurea? 

Com estas ações, alguns nomes começam a entrar na condição de linxamento popular, tais como, michel temer, o traíra, romero jucá a cobra que acha que não existe predador,  e tantos outros que nem se pode citar como traíras, pois sempre estiveram do outro lado, atacando diretamente a população trabalhadora brasileira.

Pois que haja um linxamento desses nomes, da vida pública brasileira, quem trabalha, e vai reconhecendo a orquestração desses ataques, não haverá de aceitá-los.

E que vão juntos todo lote de entreguistas, que aproveitam uma oportunidade momentânea, pra saquear o interesse público, entregando estatais, preparando o terreno, pra lançar no colo do grande capital, aquilo que gerações de brasileiros construíram.