segunda-feira, maio 05, 2014

1° de maio, homenagem póstuma...

º de maio - Dia do Trabalhador30/04/2014 | 22:55
Trabalhadores produzem a riqueza do mundo e precisam de dignidade
 
A crise estrutural do capitalismo, desencadeada na década de 1970 e que perdura até os dias atuais, tem imposto aos trabalhadores de todo o mundo perdas de direitos conquistados com suor e sangue. Em vez de ampliar conquistas, trabalhadores estão no campo da resistência para manter o mínimo da dignidade proporcionada pelo trabalho, centro organizador das atividades humanas.

Neste 1º de maio, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) homenageia os trabalhadores do Brasil e do mundo e, em especial, os trabalhadores jornalistas. Lembramos que toda riqueza provém do trabalho e que ele é a garantia das condições de vida das pessoas e de sua dignidade como seres livres.

Por isso, mais uma vez denunciamos todas as formas de precarização do trabalho provocadas pela reestruturação capitalista, como a desregulamentação das relações trabalhistas, as flexibilizações, as terceirizações e as tentativas constantes de desqualificação dos trabalhadores e de suas profissões. Em todo o mundo, os jornalistas são vitimas frequentes deste processo e, assim como os demais trabalhadores, sofrem com a supremacia do lucro capitalista nas atividades produtivas.

Diante da crise e de suas consequências, entretanto, é preciso reagir. Trabalhadores de todas as categorias profissionais devem se organizar para resistir e para avançar. Todos devemos buscar trabalho digno, que significa relações trabalhistas reguladas, jornada respeitada, condições de trabalho adequadas e seguras e salário justo.

...


Viva o 1º de maio como símbolo da solidariedade entre os trabalhadores do mundo! 

Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) 
b>Brasília, 1º de maio de 2014.

Um comentário:

PIRES disse...

GRANDE ROBERTO COM ESTÁ ? TUDO CERTO? CORRENDO MUITO ?
VAMO QUE VAMO
ABRAÇOS JEAN PIRES.